quinta-feira, outubro 28

terça-feira, outubro 26

Agora que terminei de compilar estes 26 galos criados ao longo destas últimas 26 semanas, mais coisa menos coisa...é tempo de admirar a obra! É muito galo!! O que começou por ser uma brincadeira de facebook, está a tornar-se num vício, e uma quinta-feira nunca fica completa sem o dito galo. Uns mais engraçados, mais originais, ou nem por isso, que outros. Todos têm o seu lugar na minha insólita colecção. Espero que gostem quase tanto, como eu gosto de os criar!!

galo_25_26

Chamei-lhe "In the garden of eden", muito por causa deste tom de azul no qual sou fascinada e por alguns elementos de cariz onírico.


Além de admiradora dos galos de Barcelos, considero-me fan de tudo aquilo que além de português é belo.
Adoro os lenços típicos de fundo negro, ou vermelho....que já se começam a ver em pescoços improváveis...

galo_22_23_24

Definitivamente gráfico.
Retro Lichensteniano.

Alguns não têm nome, nem nada associado. Não quer dizer que não tenham sido inspirados por algo, alguma ideia que vi, um trabalho que fiz, um estado de espirito que vivi...enfim todos eles são fruto das minhas vivências.

galo_19_20_21

Inesperado.

Mantra, zen, buda, dharma


Bloody, não sei bem porquê, mas é o que sinto quando olho para este.

galo_16_17_18

Go Holand! Resta dizer que foi na altura do mundial...



Summer time....foleiro como se quer, mas cheio de sol!

galo_13_14_15

Poker time!

"Homage" ao pontilhismo.

Siamese dreams.

galo_10_11_12

Altamente psicadélico, adoro!



New York, this streets will make you feel brand new...big lights will inspire you!! Chrysler building definitivamente!

galo_7_8_9


A ideia original era dar-lhe uma cobertura de dragão, verde...houve quem aplicasse conotações futebolísticas, era....

O Galo das camélias!

galo_4_5_6

Inspirado pela Páscoa, mas com um toque....
Em forma de poema, ou poema em forma de galo. Uma homenagem a Ricardo Reis!!

galo_3


Gosto bastante deste, tem um ar exótico....

segunda-feira, outubro 4

galo_2



galo_1



Foi o 1º e já lá vai algum tempo, de certa maneira foi o mais fiel possível ao tradicional.
O galo de Barcelos, símbolo de Portugal e objecto aparentemente inútil é possuidor de uma rara beleza.São simplesmente lindos, sem direito a explicação científica.
Já há algum tempo que os admiro, e resolvi dar-lhes aqui o espaço e respeito merecido.Uma interpretação pessoal e uma espécie de homenagem.
A ideia que vem tomando forma já alguns meses, é criar todas as semanas um galo novo. Normalmente acontece às quintas-feiras, com mais ou menos assiduidade conforme a criadora, ou seja, eu própria.
Não são galos convencionais e em pouco tempo ganharam vida própria, ilustram tendências, estados de alma, e muito, muito mais. Este é o 1º de outros que se seguirão.